Estudo aponta ineficácia das dietas restritivas

 In Releases

Hoje temos um grande número de estudos científicos que analisaram a perda de peso utilizando dietas pobres em carboidratos comparadas a dietas pobres em gorduras. Muitas vezes, quando o estudo teve um acompanhamento de mais de seis meses, não houve diferença significativa de perda de peso entre esses dois grupos.

Já um estudo norte-americano em específico, do Centro de Pesquisa e Educação em Obesidade, chamou a atenção, inclusive, por ter dois anos de acompanhamento e o mesmo tratamento comportamental para os dois grupos: os que tinham uma dieta pobre em carboidrato (lowcarb) e os que tinham uma dieta pobre em gordura (lowfat).

Ambos perderam cerca de 11% do peso corporal no primeiro ano, e finalizaram o segundo ano com um reganho de peso significativo, reduzindo a perda de peso corporal em 7% (será que se o acompanhamento fosse de três anos essa perda seria ainda menor que 7%?). Desse modo, é preciso entender que toda vez que é feita alguma mudança brusca no corpo, ele tende a responder, e rápido.

Sendo assim, quando o corpo é submetido a restrições alimentares, estudos comprovam como consequência uma alteração metabólica e psicológica importante em relação ao peso e a comida. Por isso, fique atento, consulte sempre um profissional da saúde e mantenha uma alimentação equilibrada – ela é um fator importante na qualidade de vida e também na prática esportiva.

Referências:

Por: Andrea Matarazzo, nutricionista, CRN 3 37097.

Adaptado de: Charlotte N. Markey, ph.D.

Estudo científico relatado: Ann Intern Med. 2010 August 3; 153(3): 147–157. doi:10.1059/0003-4819-153-3-201008030-00005. 

Recent Posts

Leave a Comment

ALGUMA DÚVIDA?

Vamos adorar ouvi-lo e responder quaisquer dúvida.

Not readable? Change text.