Joelho de corredor

O joelho é a articulação mais complexa do corpo humano, sendo composto por três ossos (fêmur, tíbia e patela), meniscos, ligamentos estabilizadores, músculos, tendões e bursa. Essa é uma articulação bastante utilizada, tanto nas atividades diárias como na prática de esportes.
No caso do corredor de longa distância, que é sujeito a esforços de intensidade e duração muito grandes, são gerados atritos e impactos que podem originar processos inflamatórios nos membros inferiores, sendo o joelho a articulação mais atingida.

O processo inflamatório nos joelhos aparece, em geral, sob a forma de tendinites, que acometem mais frequentemente a parte interna desse membro, onde há uma estrutura denominada pata de ganso (três tendões convergindo para o mesmo ponto), ou na parte externa da articulação, na banda íleo-tibial, que é composta por um tendão grosso que se origina no quadril e desce pela lateral da coxa atravessando o joelho.
Portanto, prevenção e tratamento corretos são imprescindíveis para uma articulação saudável e pronta para longos anos de utilização!

Lesão do LCA

O joelho é uma articulação que possui estruturas que se entrelaçam, sendo uma delas o ligamento cruzado anterior, que fica dentro do joelho e une o fêmur e a tíbia, estabilizando-o nos movimentos de rotação e mudança de direção.

Há mais de uma década os pesquisadores debatem os vários motivos pelos quais as lesões do ligamento cruzado anterior (LCA) do joelho estão ocorrendo mais em mulheres do que em homens. As análises têm levado em consideração desde razões anatômicas até diferenças hormonais entre os sexos.

Estudos recentes mostram que as atletas femininas que participam de alguns esportes, como futebol ou basquete, são de três a quatro vezes mais suscetíveis a lesões do LCA. A maioria destas lesões está ocorrendo em mulheres com idades entre 15 e 25 anos.

O traumatismo ocorre normalmente em movimentos “torcionais” com o pé apoiado e, em geral, vem acompanhado de estalo e grande inchaço, comum em movimentos esportivos das modalidades de contato (futebol, basquetebol, handebol, lutas). Após a lesão, o paciente pode sentir o joelho instável, pois não ocorre cicatrização do ligamento.

A cirurgia de reconstrução ligamentar é indicada para o tratamento de indivíduos fisicamente ativos, já que estes terão grandes prejuízo sem sua prática esportiva caso não haja intervenção cirúrgica.

Menisco – Joelho

Os meniscos são estruturas fibrocartilaginosas internas do joelho que ajudam na distribuição de carga (amortecimento), estabilidade, lubrificação e sensação de posição e velocidade. Eles situam-se dentro da articulação e entre os ossos (fêmur e tíbia), tendo importante função na proteção de sua cartilagem.

Estudos indicam que a sobrecarga de movimentos nos joelhos está relacionada a 42,7% das lesões em atletas de elite. Como a população masculina é mais engajada na prática do futebol, as lesões dos ligamentos e meniscos nos joelhos, em geral, comprometem mais o público masculino, embora esse traumatismo possa ocorrer também em pessoas sedentárias. O paciente sente, em geral, um estalo e dor, podendo ocorrer travamentos no joelho. Existem dois meniscos em cada joelho e a torção pode levar à ruptura deles.

O tratamento da lesão do menisco, quando a mesma não responde ao tratamento conservador, é feito através de uma artroscopia, onde se retira apenas a parte lesada do menisco, procurando manter a maior parte do mesmo ou fazer utilização da sutura. Na meniscectomia (retirada da parte lesada), a recuperação é rápida e com uma boa reabilitação, o atleta retorna logo, porém ocorre um aumento da carga sobre a cartilagem que, no futuro, pode levar ao desenvolvimento de artrose. Na sutura, o efeito é contrário: demora mais tempo para o retorno às atividades, no entanto diminui o desenvolvimento de artrose, pois ocorrendo a cicatrização da parte lesada, o menisco ficará preservado. Para isso, é imprescindível uma boa equipe que te acompanhe e oriente!

Osteoartrose de joelho

A osteoartrose, osteoartrite ou artrose é uma doença caracterizada por uma lesão degenerativa (desgaste)na cartilagem, que tem a função de evitar o atrito de um osso contra o outro e amortecer o impacto produzido pelo movimento ou esforço. Com o aparecimento da artrose, os movimentos articulares ficam prejudicados. A lesão pode causar dor, inchaço e limitação dos movimentos, principalmente quando ocorre no joelho.

Esse é um problema muito comum e pode ser caracterizado como primário (desgaste natural que acontece pelos anos de uso da articulação) ou secundário (decorrente de alguma lesão que tenha ocorrido durante a prática esportiva ou que tenha sido ocasionado por algum acidente).

Em fases iniciais, medidas como redução de peso, fisioterapia para reforço da musculatura e alongamento podem ser recomendadas. Os medicamentos protetores de cartilagem, seja por via oral ou local, também são utilizados no tratamento. Em fases mais tardias do problema, são indicados procedimentos cirúrgicos como artroscopias, transposições ou culturas de cartilagem. Próteses de substituição articular também podem ser necessárias para tratar casos mais graves e, com isto, controlar a dor e devolver uma função adequada ao paciente. Busque sempre orientação!

ALGUMA DÚVIDA?

Vamos adorar ouvi-lo e responder quaisquer dúvida.

Not readable? Change text.