A BANDAGEM FUNCIONAL E SUAS MUITAS UTILIDADES AO ALCANCE DAS MÃOS

 In Notícias

A bandagem funcional cumpre papel especialmente relevante quando se trata de cuidar das mãos, parte do corpo altamente articulada e cuja importância, na realização de atividades básicas diárias, dispensa comentários.

Há algum tempo, tornou-se comum ver atletas usando ataduras nada convencionais, mas de aspecto bastante anatômico quando “vestidas”. O nome técnico dessas ataduras é bandagem funcional e seu surgimento faz parte do engenho e de evolução médico-tecnológica, contribuindo muito para a qualidade de vida, sobretudo de pessoas que sofrem com problemas musculares, de ligamento e tendões.

“As bandagens funcionais ajudam a diminuir a carga no corpo e modificar padrões de movimentos, ao fornecer assistência à função biomecânica. É útil na fase em que não há a necessidade de imobilização articular, ao desacelerar o movimento e absorver um pouco de sua carga, ajudando na ação motora”, diz a terapeuta ocupacional do Instituto Vita, Raquel Luz.

ESPECIALMENTE FUNCIONAL PARA AS MÃOS

A bandagem funcional cumpre papel especialmente relevante quando se trata de cuidar das mãos, parte do corpo altamente articulada e cuja importância, na realização de atividades básicas diárias, dispensa comentários. “Nos últimos congressos de reabilitação das mãos, tem-se falado bastante sobre as bandagens funcionais, principalmente em lesões ligamentares e lesões tendíneas.”

O esporte, do qual costumam surgir inúmeras tecnologias médicas no campo da ortopedia e da reabilitação, foi o berço das bandagens funcionais. “Como elas ajudam na redução de edemas e dores de lesões musculares, permitem que atletas continuem seus treinos enquanto se recuperam, melhorando sua propriocepção”, diz Raquel Luz.

Essa tecnologia traz inúmeros ganhos aos pacientes e, claro, aos profissionais de saúde que dele se utilizam. Um dos ganhos é a diminuição de dores e desconfortos; outro ganho é a estabilidade articular, que contribui para a analgesia. “Avaliando as necessidades e aspectos da lesão de cada paciente, a bandagem funcional cumpre o papel de estabilizar a articulação, proteger os ligamentos das tensões, devido à força aplicada, e aliviar as dores recrutando os grupos musculares.”

Ao possibilitar, ao paciente, movimentos mais seguros, com menor risco de agravamento da lesão, a bandagem se torna especialmente útil ao trabalho de reabilitação. “A ideia é preservar a energia aplicada na bandagem para melhorar a funcionalidade, as habilidades motoras, proprioceptivas e o refinamento motor da mão lesionada, beneficiando o paciente nas suas funções cotidianas.”

“A ideia [com a bandagem funcional] é preservar a energia aplicada na bandagem para melhorar a funcionalidade, as habilidades motoras, proprioceptivas e o refinamento motor da mão lesionada, beneficiando o paciente nas suas funções cotidianas”, explica Raquel Luz.
“A ideia [com a bandagem funcional] é preservar a energia aplicada na bandagem para melhorar a funcionalidade, as habilidades motoras, proprioceptivas e o refinamento motor da mão lesionada, beneficiando o paciente nas suas funções cotidianas”, explica Raquel Luz.

TECNOLOGIA RECENTE E CADA VEZ MAIS CONSAGRADA

Essa tecnologia é relativamente nova. “Algumas das bandagens foram criadas em 2009, trazidas e comercializadas no Brasil em 2013.”

O esporte, do qual costumam surgir inúmeras tecnologias médicas no campo da ortopedia e da reabilitação, foi o berço das bandagens funcionais. “Como elas ajudam na redução de edemas e dores de lesões musculares, permitem que atletas continuem seus treinos enquanto se recuperam, melhorando sua propriocepção.”

No entanto, Raquel faz um alerta. “As bandagens contribuem bastante para preservar as funcionalidades e a condição atlética, mas precisam ser usadas como complemento a um trabalho de reabilitação mais amplo.”

Recommended Posts

Leave a Comment

ALGUMA DÚVIDA?

Vamos adorar ouvi-lo e responder quaisquer dúvida.

Not readable? Change text.