Revisão de prótese em cirurgia de joelho é tema da Jornada Lyonesa

 In Notícias

A Jornada Lyonesa de Cirurgia de Joelho (Journées Lyonnaises de Chirurgie du Genou), um dos congressos mais importantes do mundo no calendário ortopédico especializado em joelho, teve como tema “revisão de prótese”.

A cada dois anos, a Lyon School of Knee Surgery (Escola Lyonesa de Cirurgia de Joelho) realiza, em Lyon, na França, “a sua jornada”, que, neste ano, aconteceu do dia 20 a 22 de setembro. Como é costume, o Instituto Vita esteve presente.

“Na ortopedia temos a especialidade joelho e, entre algumas subespecialidades de joelho, há o desenvolvimento de próteses, que, por sua vez, engloba a revisão de prótese, tema da jornada deste ano”, explica Dr. Wagner Castropil, especialista em joelho e ombro do Instituto Vita.

“Estamos pesquisando e discutindo os avanços e os desafios que nós, médicos, encontramos quando temos de fazer uma revisão de prótese”, Dr. Wagner Castropil.

Panorâmica da cidade de Lyon, capital da Borgonha, região da França.
Lyon, capital da Borgonha e terceira maior cidade francesa, além da boa gastronomia e dos bons vinhos, é também um dos principais centros do mundo em conhecimento ortopédico aplicado a joelho.

Em busca do que há de mais novo

Castropil foi ao evento em busca da vanguarda do conhecimento sobre revisão de prótese de joelho. “É importante entender que o paciente que se beneficia desse conhecimento passou por cirurgia e usou uma prótese, que, por alguma razão [infecção, complicação de rigidez, instabilidade, mal posicionamento de componentes etc.], não atendeu às expectativas. Assim, muitas vezes, é preciso revisar a cirurgia e a próteses para resolver o problema.”

O médico do Instituto Vita informa que a porcentagem de pacientes que precisam de uma revisão de prótese de joelho, felizmente, é pequena. “De qualquer maneira, estamos pesquisando e discutindo os avanços e os desafios que nós, médicos, encontramos quando temos de fazer uma revisão de prótese. O trabalho é para garantir que os pacientes terão as melhores condições e opções possíveis.”

Dr. Wagner Castropil, médico do Instituto Vita, especializado em obro e joelho, marca presença à Journées Lyonnaises de Chirurgie du Genou 2018, em Lyon, França.
“De Lyon, saiu a técnica de reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior (LCA), desenvolvida por [David] Dejour e a técnica de reconstrução lateral do joelho, descrita por [Marcel] Lemaire, sem contar toda a experiência com próteses”, Dr. Castropil.

A capital da cirurgia de joelho

Lyon é mais do que uma bela cidade, de rica gastronomia e bons vinhos. A capital da Borgonha, terceira maior cidade francesa, só atrás de Paris e Marselha, é também um dos principais centros do mundo em conhecimento ortopédico aplicado a joelho.

“De Lyon, saiu a técnica de reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior (LCA), desenvolvida por [David] Dejour e a técnica de reconstrução lateral do joelho, descrita por [Marcel] Lemaire, sem contar toda a experiência com próteses que essa escola tem”, explica.

A escola lyonesa no Brasil

Segundo Castropil, historicamente, há um intercâmbio muito grande entre médicos brasileiros e médicos de Lyon. A Escola Lyonesa conta com a Associação Lyonesa de Cirurgia do Joelho no Brasil (ALCJB), que realiza uma jornada, também bianual, em anos alternados ao evento de Lyon. O próximo será entre os dias 30 e 31 de agosto de 2019 e tratará do tema : revisão de artroplastia do joelho.

Recent Posts

Leave a Comment

ALGUMA DÚVIDA?

Vamos adorar ouvi-lo e responder quaisquer dúvida.

Not readable? Change text.